Go to content

Main menu:

Formação em TIC

O meu trabalho

Nas funções de chefe do centro de recursos e conhecimento da Escola de Tropas Pára-quedistas, fui formador na área do DCBTI (Diploma de Competências Básicas em Tecnologias da Informação).

Reconhecimento de Competências em TIC
A UMIC – Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP assegura coordenação do sistema de reconhecimento e promoção de competências básicas em Tecnologias da Informação (TI), nomeadamente através da concessão do Diploma de Competências Básicas em Tecnologias da Informação (TI), criado pelo Decreto-Lei n.º 140/2001, de 24 de Abril, como instrumento de combate à info-exclusão, reforço da cidadania e promoção da coesão social no contexto da Sociedade da Informação.

Estão presentemente registados na UMIC cerca de 800 centros de atribuição de Diploma de Competências Básicas em TI, de acordo com os procedimentos de credenciação estabelecidos na Portaria n.º 1013/2001, de 21 de Agosto.

Está em curso a preparação do Sistema de Certificação de Competências em TIC com a previsão de três níveis de competências – básicas, intermédias, avançadas – correspondentes às competências em TIC que são obtidas, respectivamente, no fim do 4º ano, 9º ano e 10º ano de escolaridade, nestes últimos incluindo o nível de conhecimentos transmitidos nas correspondentes disciplinas de TIC.

Na página da UMIC eram inseridos os dados de cada formando.

Para melhor transmitir aos formandos o necessário para que estes concluíssem com sucesso o exame, propus-me a compilar vídeos-aulas. Uma destas pode ser visualizada à direita.

Estrutura do exame
O referido exame visa avaliar as seguintes competências:
Escrever, imprimir e guardar um texto;
Pesquisar informação na Internet;
Receber e enviar correio electrónico.


Podem ser obtidas mais informações aqui

Uma vídeo-aula a explicar o Microsoft Word.

A maioria dos centros de atribuição do Diploma de Competências Básicas em TI funcionam em Instituições do Ensino Superior, Escolas do Ensino Básico e Secundário, Centros Ciência Viva, Espaços Internet e Centros de Divulgação de Tecnologias de Informação, os quais já atribuíram mais de 656.000 diplomas (Junho de 2011), cerca de dois terços desde o início de 2005.

Enquanto formador, atribuí 522 diplomas de competências básicas em tecnologias da informação (DCBTI).

Back to content | Back to main menu